Home

17 de Maio de 2014
FÁBRICA / Centro Ciência Viva – Aveiro

n

Um olhar geométrico sobre o repertório ibérico dos séculos XVI e XVII.
.
.

“Qualquer construção artística, seja ela musical ou de outro tipo, resulta sempre de um equilíbrio entre repetição e diferença. Os procedimentos utilizados na “repetição” de material ao longo de uma obra musical apresentam fortes analogias com transformações geométricas de figuras no plano cartesiano. Na verdade, a pauta musical pode ser vista como um plano com duas dimensões de natureza distinta: o tempo e as alturas. Nesta apresentação iremos ver de que modo as técnicas de “repetição” de material musical, utilizadas em repertório ibérico dos séculos XVI e XVII, podem ser vistas sob uma perspectiva geométrica, partindo de isometrias e simetrias de figuras no plano.”

 

Andreia Hall e José Abreu

 

Mais informações: FÁBRICA – Centro Ciência Viva

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s